A partir dos dados do Novo Testamento, a pregação pode ser geralmente definida como a proclamação pública da mensagem de Deus por um homem incumbido da tarefa, Romanos 10.14, 15

Descobrimos nas Escrituras que a principal ordem dada aos ministros da igreja é a de pregar a palavra, 2 Timóteo 4.2; Tito 1.9; Marcos 16.15. Isto pode ser num cenário evangelístico Mateus 4.17, ou entre crentes, Romanos 1.15. Naturalmente, isto deve ser feito em oração, Actos 6.4, e com muito amor, 1 Coríntios 13.1-3. Mas o principal objectivo do pregador é compreender e exprimir a mensagem de Deus tal como é ensinada na Bíblia.

Na cultura visual actual do YouTube, da tecnologia digital, dos emoji e do filme, isto pode parecer deslocado. A ideia de um homem simplesmente falando a um grupo dos seus semelhantes é vista como pouco excitante. Não vai captar a atenção das pessoas, dizem-nos. E, diz-se, se estivermos demasiado casados para a pregação, as pessoas perceberão a igreja como aborrecida e irrelevante.

No entanto, descobrimos que a ideia da palavra de Deus ser pregada – em vez de ser pintada numa tela ou representada num palco ou num cenário de cinema, etc. – corre por toda a Bíblia. As pessoas precisam de ouvir a palavra de Deus e os pregadores precisam de ser enviados por Deus para que a possam ouvir, Romanos 10.14. É verdade que por vezes os profetas do Antigo Testamento – Ezequiel vem-me especialmente à mente usar ajudas visuais ou acções dramáticas. Mas estes não foram o acontecimento principal. Eram secundários. Tiveram de ser interpretados. Actuavam simplesmente como ajuda e apoio à comunicação verbal da verdade de Deus.

Idolatria e criação

Deus sabe que, num mundo caído, o que é visual pode ser rapidamente transformado num ídolo. Pensa-se no que aconteceu nos anos seguintes à serpente de bronze sobre um poste, que Moisés foi inicialmente mandado criar para encorajar a fé, 2 Reis 18.4. Veio a ser um objecto de culto e provou ser um laço para o povo de Deus. O visual tende a levar-nos a adorar a criatura e não o Criador invisível, Romanos 1.25

A verdade é que a palavra de Deus é mais fundamental do que qualquer imagem visual. Isto porque toda a criação, tudo o que vemos com os nossos olhos, é derivado. Ela foi criada pela palavra de Deus. É sustentada pela palavra de Deus. Quando Deus falou, o mundo veio à existência. A palavra veio primeiro. Pela fé, compreendemos que o universo foi formado por ordem de Deus, para que o que é visto não seja feito do que é visível’, Hebreus 11.3. As pessoas precisam de ouvir Deus falar hoje novamente e Ele faz isto, como veremos, através dos seus pregadores.

É a palavra de Deus que tem poder para criar. O povo precisa de ouvir a palavra do Senhor. Os pecadores nascem de novo através da palavra viva e duradoura de Deus, 1 Pedro 1.23. Os ossos secos podem viver quando a palavra de Deus é dita no poder do Espírito, Ezequiel 37.3. Os mortos ressuscitam quando ouvem a ordem de Cristo Rei, João 11.43, 44. Deus, que disse: “Que a luz brilhe das trevas”, faz brilhar a luz de Cristo nos nossos corações, enquanto a sua palavra é proclamada, 2 Coríntios 4.6.

Portanto, é a pregação de homens ungidos pelo Espirito e com o chamado que deve ser central para a igreja e a sua missão. Nas proximas semanas vou brevemente tentar explicar estas verdades, defendê-las de serem menosprezadas ou negligenciadas e explorar o seu poderoso potencial para a promoção do Reino de Deus na terra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s